Tuesday, March 3, 2009

Será que ainda vou ver a coisa branca esse ano?


Dizem que ontem foi a última neve do ano. Bom, assim eu desejo. Nunca senti tanto frio em toda minha vida. A temperatura estava marcando dez abaixo de zero, mas a sensação térmica era muito pior do que isso. Foi a primeira tempestade de neve que vi na vida. E sinceramente espero não ter esse “prazer”nunca mais.
Hoje o dia, apesar de frio, amanheceu ensolarado. Mesmo assim, eu parecia a mulher do Osama Bin Ladden (como mostra a foto acima) andando pelas ruas de Manhattan. E as crianças? Coitadinhas! Dava pena só de olhar. Quase pequenos ninjas. Só dava para ver os olhinhos. Vi um menino que devia ter uns 6 anos chorando porque o rosto estava desprotegido. A mãe tirou o cachecol do pescoço e enrolou na cabeça dele. Pronto, mais um ninjazinho!
E o que dá raiva disso tudo é quando eu converso com a alguém que mora na cidade onde nasci, no nordeste brasileiro, e eles não entendem porque eu estou reclamando. Ficam super empolgados quando eu digo que está nevando. São comentários do tipo “que legal, que massa, deve ser lindo”. Enquanto eu reclamo, eles rebatem: eu amo frio. Queridos, eu também amava frio. Amar o frio por 15 dias ou um mês é fácil. Ainda mais quando se está só passeando. É diferente. É chique. As mulheres aproveitam para usar os casacos mais caros e lindos do planeta. Os namorados ficam mais agarrados, o clima mais romântico e a combinação de vinho com fondue é oferecida por toda parte.
Imaginem acordar às 6 da manhã em um clima de doer os ossos de tão frio? Não tem quem aguente. Até quem nasceu aqui em Nova York reclama e deseja todo inverno se mudar para alguma cidade quente. Ninguém suporta mais olhar para os casacos pesados e ainda ter que vesti-los todo santo dia. Apesar de me agasalhar demais, as minhas mãos ficam vermelhas, as pernas, o rosto, tudo. É como se tivesse passado o dia no sol. Ainda bem que a cor volta ao normal após uns minutos dentro de casa.
E a neve? Depois que levei um tombaço e cai de bunda, ando como se estivesse em uma corrida de tartarugas. É engraçado, mas pode crer é traumatizante!!! Quando a coisa branca começa a derreter, fica uma camada escorregadia como se fosse sabão. Não dá para andar rápido. É perigoso. As pessoas nem riem mais quando alguém cai por causa da neve. Já se tornou algo comum por aqui.
Pior são os meus amigos em Boston, que o clima lá é muito mais frio do que aqui em Nova York. Eles me disseram que precisam tirar a neve de cima do carro várias vezes por dia. E ainda dizem que é um trabalho que nem inimigo merece!

=============================
People say that yesterday was the last snow of the year. Well, I hope so. I never felt so cold in my entire life. The temperature was 12F, but the thermal sensation was much worse than that. It was the first snow storm I saw in my life. And honestly, I do not want to see like that anymore. Today, despite the cold, it’s sunny morning. Even so, I seemed to be of Osama Bin Ladden’s wife (as shown in photo above) walking the streets of Manhattan. What about the children? Poor kids! Was hard only to look. Almost little ninjas. We only can to see the little eyes. I saw a boy who should have some 6 years old. He’s crying because his face was bare. The mother took the scarf neck off and wrapped in his head. Okay, one more little ninja! What is anger that is all when I talk with someone who lives in the city where I was born in northeastern of Brazil, and they do not understand why I'm complaining. They are super excited when I say it is snowing. Have comments like "that’s cool, that’s awesome, is to be beautiful". While I claim, they say: I love cold. Dear friends, also I loved cold when I live in Brazil. Love the cold for 15 days or one month is easy. Even more when just walking for fun. It is different. It is fancy. Women take to use the most expensive and beautiful coats of the planet. The lovers become together, the atmosphere more romantic and the combination of wine with fondue are offered everywhere. Imagine awake up at 6 am in a climate of hurt to the bones so cold? Who has not Hold. So who was born here in New York wish every winter to move to a warm city. No one supports more look at the heavy coats and still have to wear them every single day. Although I wrap too, my hands are red, the legs, the face, everything. It is as if I had spent the day in the sun. Even though the color returns to normal after a few minutes inside. Thank god!What about the snow? Then I took a fall, I walk like a turtle in a race. It is funny, but may believe it is traumatic! When the white stuff starts to melt, it is a slippery layer as if it were soap. You can not walk fast. It is dangerous. The more people do not laugh when someone falls because of snow. Has become something common here. Worse are my friends in Boston, that the climate is much colder there than here in New York. They told me they need to get snow off the car several times a day. And yet they say it is a work that anyone enemy deserves!

1 comment:

Priscilla e Marco said...

Manu querida, num momento de loucura (Agora já é 00h24 e eu estou na internet) resolvi passar por aqui. É que o Marco me contou do seu comentário no blog do RAfael e eu resolvi entrar no seu, coisa que eu devia fazer com mais frequência, mas não faço por absoluta falta de tempo... Estou adorando. Gostei desse texto da neve e resolvi escrever aqui. Espero que vc leia. Linda a foto. E, by the way, você escreve tudo em inglês também? Faz duas vezes o mesmo texto? Fala sério!
Adoro os seus comentários no nosso blog.
Beijo querida. Miss you tunds.