Friday, June 12, 2009

VOCÊ PODE SALVAR UMA VIDA



Você sabe o que é medula óssea? Tem idéia do que é preciso para se tornar um doador? Depois de tantos mitos, resolvi virar doadora para solucionar esse mistério. E percebi que muitas pessoas confundem medula óssea com medula espinhal - que são coisas distintas. Ninguém fica paraplégico doando medula óssea, como muitas pessoas pensam. Medula óssea é apenas sangue que pode ser retirado por uma veia ou através do osso da pelvis. Pacientes que tem algum tipo de doença sanguínea, como leucemia e precisam de transplante, se submetem a esse procedimento sem anestesia todos os meses, às vezes chega a ser até uma vez por semana.

Sediada em Nova York, a Fundação Icla da Silva faz um trabalho sensacional ajudando pessoas que sofrem de leucemia no mundo inteiro. A organização foi criada em 1992, após a morte da brasileira Icla da Silva, que faleceu aos treze anos de idade lutando bravamente contra à doença. Durante as tentativas para encontrar um doador, Icla mencionou o desejo em criar uma fundação. E nos últimos 17 anos The Icla da Silva Foundation, como é denominada em inglês, tem crescido recrutando e criando o mais diversificado registro étnico, promovendo esperança para os pacientes e familiares. É uma organização sem fins lucrativos, e atualmente tem o maior grupo de registro de doadores de medula óssea dos Estados Unidos. “Todos os anos cerca de 13 mil novos registros são realizados. Devido ao nosso trabalho e dedicação, já conseguimos 79 mil doadores que até agora salvaram a vida de 80 pacientes”, explica Airam da Silva, irmão de Icla e vice-presidente da Fundação.

De acordo com Airam, quando é encontrado alguém compatível eles entram em contato com o doador para retirar algumas células de sangue da medula óssea. E isso ocorre de forma semelhante a doação de sangue e no mesmo dia a pessoa vai para casa. A outra maneira de se fazer o transplante é através de uma simples cirurgia, o que também ocorre de forma segura através do osso da pelvis , que é um osso esponjoso e não se danifica com a doação. E o doador também vai para a casa no mesmo dia. Esse tipo de doação pode doer um pouco, mas passa com um simples analgésico. A pessoa que se submeter, só precisa doar uma única vez e pode estar salvando uma vida. O procedimento é bem simples. É necesário ter idade entre 18 e 60 anos, estar saudável, preencher um formulário e coletar algumas células do próprio DNA. A coleta é feita com apenas quatro cotonetes que serão passados na parte interna da bochecha e armazenados em um banco de dados. O doador permanece no registro até completar 61 anos e se algum dia esta pessoa for compatível com algum paciente, ai sim efetivamente a doação irá ocorrer.


A brasileira Rosa Carolina decidiu ser doadora há nove anos. Além de fazer parte do banco de dados, ela também é voluntária nas campanhas que acontecem em várias cidades americanas. “Eu me registrei como possível doadora de medula óssea porque achei incrível a possibilidade de salvar uma vida doando tão pouco de mim. Sair compatível é mais difícil do que ganhar na loteria, mas tenho certeza que quando encontrar alguém que eu possa ajudar, a recompensa será muito mais alta”, desabafa Carolina.
Por estar bastante envolvida com a causa, Carolina conta que sofre quando alguém não consegue o transplante. “Já me apeguei a vários pacientes que vi falecer, e talvez por isso não consiga entender como alguém pode não querer se registrar. Umas das que mais me afetaram foi a Nancy. Ela tinha 22 anos, estava na universidade, tinha um filhinho lindo, um marido dedicado e pais que eram apaixonados por ela. Eu nunca vou esqucer aquela menina tão sorridente. É muito dificil aceitar que ela faleceu por não encontrar um doador. Leucemia não escolhe raça, não escolhe cor, religião, classe social. Pode acontecer na nossa familia, e é nesse momento que acordamos e começamos a implorar para que outros façam pela gente o que poderíamos ter feito por eles”, afirma a brasileira. Ela diz que infelizmente quando Icla encontrou uma pessoa compatível já era tarde demais. “O doador era pai de uma paciente que já morava nos EUA antes da Icla chegar. Só depois que a filha dele faleceu, três anos depois da chegada da Icla, que ele decidiu se registrar. Um mês depois do registro foi descoberto que ele era um doador 100% compatível com ela. Mas ela faleceu antes do transplante ocorrer. Quando me lembro disso vejo que só basta uma pessoa se registrar. E esse alguém pode estar bem perto de você. Por isso aconselho que as pessoas se informem e se registrem o mais rápido possível. Não há mistério. Acho que todo mundo deveria ser doador”, conclui.
===========================



Do you know what is bone marrow? Have any idea what it takes to become a donor? After so many myths, turning donor decided to solve this mystery. And I realized that many people confuse with spinal bone marrow - which are different things. Nobody is paraplegic donating bone marrow, as many people think. Bone marrow and blood that can only be removed by a vein or through the bone of the pelvis. Patients who have any type of blood disease such as leukemia and transplant need, is subject to this procedure without anesthesia every month, sometimes even up to once a week. Headquartered in New York, the Foundation Icla da Silva is a great job helping people suffering from leukemia in the world. The organization was created in 1992 after the death of Brazilian Icla da Silva, who died at thirteen years of age fighting bravely against the disease. During the attempts to find a donor, Icla mentioned the desire to create a foundation. And in the last 17 years The Icla da Silva Foundation, as is called in English, has increased recruiting and creating the most diverse ethnic registry, promoting hope for patients and families. It is a nonprofit organization, and currently has the largest group of record of donor bone marrow in the United States. "Every year about 13 thousand new records are made. Due to our work and dedication, have achieved 79 thousand donors who have so far saved the lives of 80 patients, "says Airam da Silva, brother of Icla and vice president of the Foundation. According Airam when someone is found compatible they are in contact with the donor to withdraw some cells from bone marrow blood. And this is so similar to donating blood and the same day the person goes home. The other way of getting the transplant is through a simple surgery, which also occurs in a secure way through the bone of the pelvis, which is a spongy bone and not damage to the donation. The donor also goes to the house the same day. This type of donation may hurt a little, but going with a simple analgesic. The person must submit, just need to donate once and may be saving a life. The procedure is quite simple. It is necessary to be aged between 18 and 60 years, be healthy, fill out a form and collect the DNA of some cells. The collection is made with only four cotton that will be passed on the inside of the cheek and stored in a database. The donor remains on record until completing 61 years and if some day this person is compatible with any patient, there is the donation will actually occur. The Brazilian Rosa Carolina decided to be a donor for nine years. In addition to the database, it is also voluntary in the campaigns that take place in several U.S. cities. "I registered as potential bone marrow donor because I found the incredible opportunity to save a life by donating so little of me. Exit compatible is more difficult than winning the lottery, but I'm sure that when you find someone that I can help, the reward will be much higher, "bubble Carolina. By being very involved with the cause, the fact that Carolina has someone not the transplant. "I apeguei to several patients that I saw die, and maybe why you can not understand how someone may not want to register. One of the most affected me was Nancy. She was 22 years, was at university, had a beautiful baby, a devoted husband and parents who were passionate about it. I will never esqucer so that girl smiling. It is very difficult to accept that she died for not finding a donor. Leukemia chooses not race, do not choose color, religion, social class. It can happen in our family, and it is then that woke and began to beg to make the other people what we could have done for them, "said the Brazilian. She said that unfortunately when Icla find a compatible person was already too late. "The donor was the father of a patient who has lived in the U.S. before Icla arrive. Only after his daughter died, three years after the arrival of Icla, he decided to register. One month after the record was discovered that he was a donor 100% compatible with it. But she died before the transplant occurs. When I remember that I only just one person to register. And that someone could well be near you. Therefore advise people to inform and to register as soon as possible. There is no mystery. I think everybody should be donors, "concluded.

2 comments:

Paula Solano said...

Manuu
Q bom abrir o google reader e ver um post seu =)
Estava sumida ne?

Sempre leio o seu blog, mas nunca comentei por vergonha... bom, aqui vai o primeiro comentário.

Mais uma vez um texto super legal e muito informativo. Confesso que eu era umas dessas pessoas que confundiam transplante de medula ossea com a medula espinhal.Fiquei bastante entusiasmada com essa ideia de salvar vidas. Vou ler mais sobre o assunto para em breve me tornar uma doadora tbm, afinal, nao sabemos o dia de amanha.

Bjus e volte a escrever com frequencia

Blog do Raima said...

Vc falando de MEDULA dá um frio na espinha...
BJS e FELIZ NATAL...
Te linquei em meu blog